Jannah Theme License is not validated, Go to the theme options page to validate the license, You need a single license for each domain name.
Dicas

O que é trabalho análogo à escravidão – Como identificar

Infelizmente, não faltam denúncias sobre o que é chamado de trabalho análogo à escravidão, algo que tira tanto as possibilidades financeiras de quem trabalha quanto a sua dignidade e a sua saúde.

São diversos os casos de pessoas que trabalham por anos sem receber nada e, em algumas situações, até ficam presas dentro do imóvel, sem ter acesso à sua própria família.

O fato é que nem todo mundo sabe o que significa algo ser análogo à escravidão e, por esse desconhecimento, essas pessoas acabam não fazendo as denúncias quando elas são necessárias.

A seguir, mais sobre o que é um trabalho análogo à escravidão e como ele pode ser denunciado. Afinal, isso pode até mesmo evitar uma tragédia fatal.

 

Quais são os sinais de que um trabalho é análogo à escravidão?

A seguir, algumas coisas que se deve verificar para saber se um trabalho pode ser considerado escravo:

 

  • Jornada exaustiva

De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência, sempre que um trabalho exige que, regularmente, esse funcionário faça uma jornada exaustiva, que impede o seu devido descanso mental e físico, pode haver indício de escravidão.

 

  • Impedimento do trabalhador sair do local

Há casos nos quais o trabalhador não pode sair de onde ele trabalha, seja porque ele não sabe onde está, seja porque o empregador informa que ele tem débitos. Isso ocorre bastante quando o trabalhador vem de outro Estado às custas de quem contratou.

Infelizmente, o empregador costuma dizer que o indivíduo só pode sair do local depois de compensar sua dívida por meio do trabalho.

 

  • Retenção de documentos

Para evitar que os trabalhadores saiam e se libertem, há empregadores que tomam os seus documentos. Pode ser a carteira de motorista, pode ser a identidade, pode ser o passaporte. Tudo isso é considerado situação análoga à escravidão.

 

  • Situação degradante

A situação degradante ocorre quando o trabalhador precisa trabalhar de forma humilhante ou que fira a sua dignidade. Isso significa, por exemplo, não ter banheiro limpo, estar em um ambiente sujo, não poder se alimentar ou mesmo ser assediado moralmente enquanto desempenha a sua função.

 

  • Vigilância

É comum que as empresas instalem câmeras para saber o que está acontecendo nas suas dependências. Porém, no caso do trabalho análogo à escravidão, o que acontece é que há uma pessoa física no recinto, impedindo que os trabalhadores façam aquilo que o empregador determina como proibido.

 

  • Impedimento de ter contato com a família

É bem comum que as pessoas que estão sendo mantidas em condições análogas à escravidão não possam ter contato com outras, até mesmo para evitar denúncias.

 

Como denunciar

Quem suspeita de que outro indivíduo está trabalhando em condições análogas à escravidão deve contratar a polícia o mais rápido possível pelo número 190. Se as vítimas tiverem uma oportunidade, também devem proceder dessa maneira.

Uma vez que a policial militar chega ao local, ela mesma aciona outros órgãos necessários e faz o encaminhamento de quem está sendo mantido ali.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo