Inverno 2024: Doenças, dicas de saúde e proteção

Por: Informe Social - Notícias, Emprego, Programas Sociais e Economia

O inverno chegou, e é vital preparar-se para enfrentar as mudanças de temperatura e outros efeitos do frio intenso. 

Este ano, é previsto um inverno atipicamente rigoroso devido ao resfriamento global e fenômenos como La Niña. 

Essas condições podem trazer impactos severos à nossa saúde, provocando desde doenças respiratórias até questões dermatológicas.

As baixas temperaturas são conhecidas por favorecer a proliferação de vírus e outros patógenos, aumentando o risco de gripes e constipações. 

Além disso, o clima seco afeta diretamente nossas vias respiratórias e condição da pele. Diante deste cenário, é essencial tomar medidas para proteger tanto sua saúde quanto o bem-estar geral durante esta estação rigorosa.

O inverno de 2024 será mais frio que o habitual?

De acordo com as previsões de especialistas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o inverno deste ano promete ser caracterizado por períodos mais prolongados de frio intenso, principalmente nas regiões sul e sudeste do Brasil. 

Contrariando a tendência dos últimos anos, este fenômeno é atribuído principalmente à influência de La Niña, que tende a resfriar as águas do Pacífico e alterar padrões climáticos globais.

Como lidar com doenças comuns no inverno?

As condições de inverno intensificadas podem exacerbar ou facilitar a ocorrência de várias doenças. Dentre as comuns estão:

Gripe e resfriado

Muito comuns, especialmente em decorrência da baixa imunidade durante o frio.

Sinusite e rinite alérgica

O ar seco aumenta a irritabilidade das vias aéreas.

Asma e bronquite

Condições que podem se agravar com o frio e a queda na qualidade do ar.

Dermatites

A baixa umidade pode ressecar a pele, causando irritação e inflamação.

Doenças cardiovasculares

O frio aumenta o risco de problemas cardíacos devido à maior resistência vascular.

O fazer para prevenir problemas de saúde no inverno

Para combater os riscos à saúde durante o frio, algumas medidas simples podem ser adotadas, como hidratação, umidificação do ar, proteção à pele, alimentação equilibrada e ventilação adequada.

Por fim, não se esqueça da vacinação. As vacinas de temporada, especialmente a da gripe, são essenciais para prevenir infecções respiratórias graves. 

Lembre-se de que a prevenção é sempre a melhor estratégia quando se trata de saúde, principalmente no inverno. Prepare-se, cuide-se e proteja-se!