Alerta sobre riscos do uso prolongado de Ibuprofeno e Codeína

Por: Informe Social - Notícias, Emprego, Programas Sociais e Economia

A combinação de ibuprofeno e codeína, frequentemente utilizada para amenizar dores, está sob vigilância devido aos graves riscos à saúde que pode ocasionar. 

Recentemente, o Comitê de Avaliação de Risco de Farmacovigilância da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) emitiu um comunicado alertando sobre os perigos deste coquetel farmacêutico, especialmente quando de uso prolongado em doses elevadas.

Segundo o órgão, problemas renais graves e complicações gastrointestinais são apenas alguns dos riscos associados. O uso não controlado desses medicamentos pode conduzir a danos consideráveis, inclusive a morte.

O que é o Ibuprofeno e quais suas principais indicações?

O ibuprofeno faz parte da classe dos anti-inflamatórios não esteroides e é muito procurado para aliviar dores e sintomas de inflamação como vermelhidão e inchaço. 

É indicado para tratar diversas condições dolorosas, desde dores de cabeça até cólicas menstruais. A sua ação rápida torna-o um preferido para alívio de sintomas agudos.

Qual o papel da Codeína no tratamento da dor?

A codeína, um opiáceo, entra em cena quando a dor é moderada a intensa e não relacionada a processos inflamatórios agudos. 

Este analgésico atua principalmente no sistema nervoso central, alterando a percepção da dor.

Qual a preocupação com a combinação de Ibuprofeno e Codeína?

O uso combinado de ibuprofeno e codeína intensifica o alívio da dor, mas traz consigo uma sombra de riscos potenciais que não podem ser ignorados. 

A EMA destacou que, além dos já conhecidos problemas de dependência associados aos opioides como a codeína, a mistura pode causar toxicidade renal severa e distúrbios metabólicos perigosos se utilizados de forma prolongada ou em doses acima das recomendadas.

A Acidose tubular renal, por exemplo, é uma condição em que os rins falham em excretar ácidos suficientes, levando a um desequilíbrio ácido-base no corpo. 

Isso causa fraqueza geral, tonturas, e em quadros mais graves, pode culminar em consequências fatais.

Quais são as recomendações para quem precisa utilizar esses medicamentos?

Consultar o médico: Antes de qualquer decisão, é essencial a consulta médica para verificar a necessidade do uso combinado e adequar as doses.

Monitoração: É imperativo que o uso dessas substâncias seja rigorosamente monitorado por profissionais, para prevenir qualquer tipo de abuso ou dependência, assim como mitigar riscos de efeitos colaterais graves.

Educação dos pacientes: Os pacientes devem estar cientes dos riscos associados e serem orientados a procurar ajuda médica imediatamente caso experimentem sintomas anormais.

Em resumo, enquanto ibuprofeno e codeína podem ser eficazes no alívio de dores, sua combinação necessita de cuidado e supervisão constante para evitar complicações sérias.

Seguindo as orientações médicas e entendendo os possíveis riscos, pacientes e profissionais podem trabalhar juntos para garantir o uso seguro e efetivo destes medicamentos.