NotíciasProgramas sociais

Não caia no GOLPE do Bolsa Família de março; entenda

Os inscritos no programa Bolsa Família, voltado para famílias de baixa renda, têm enfrentado um novo desafio: a ação de golpistas. Segundo relatos, indivíduos mal-intencionados têm desviado o auxílio recebido por essas famílias, comprometendo sua subsistência.

A imprensa noticiou que as vítimas do golpe são surpreendidas com a diminuição do saldo em sua conta do aplicativo Caixa Tem. O governo brasileiro paga um mínimo de R$ 600 mensais por família inscrita no Bolsa Família, mas, com os benefícios complementares, o valor pode ser ainda maior. Para muitos, essa é a principal fonte de renda, tornando o golpe ainda mais prejudicial.

O golpe acontece da seguinte maneira: primeiro, o criminoso obtém informações básicas sobre a vítima, como nome completo, CPF, número de telefone e a informação de que ela é beneficiária do Bolsa Família. Em seguida, ele se passa por um funcionário da Caixa Econômica Federal e liga para a vítima, alegando que a conta está inativa e que precisa de informações para reativá-la.

No decorrer da ligação, o golpista solicita a troca de senha da conta Caixa Tem da vítima, que é manipulada a informar um código enviado por SMS que confirma essa troca. Com a senha em mãos, o golpista então desvia os valores na conta.

Como se prevenir destes golpes

Aqui estão algumas dicas para evitar cair nesses e em outros golpes:

  • Desconfie de ligações não solicitadas que pedem suas informações bancárias ou pessoais;
  • Nunca forneça a sua senha, código de acesso ou dados pessoais por telefone ou mensagens;
  • Se houver alguma dúvida, procure o seu banco ou a instituição supostamente representada pelo interlocutor. No caso do Bolsa Família, a instituição referente é a Caixa Econômica Federal;
  • Fique à vontade para interromper a ligação e procure o banco ou empresa citada para confirmar a abordagem.

É essencial estar sempre atento e desconfiar de abordagens que solicitem informações sensíveis. Lembre-se que bancos e instituições financeiras nunca pedem senhas ou códigos por telefone, SMS ou email.

Calendário de pagamentos do Bolsa Família em março

O calendário de pagamentos do Bolsa Família para março de 2024 foi organizado como os anteriores, com base no último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário:

  • Para beneficiários com NIS terminando em 1: 15 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 2: 18 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 3: 19 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 4: 20 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 5: 21 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 6: 22 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 7: 25 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 8: 26 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 9: 27 de março.
  • Para beneficiários com NIS terminando em 0: 28 de março.

Benefícios do Bolsa Família

Os benefícios do Bolsa Família são regulamentados por critérios específicos de elegibilidade e requerem que a família mantenha o CadÚnico atualizado. Além do Auxílio Gás, os beneficiários podem receber:

  • Benefício de Renda de Cidadania: R$ 142 por membro familiar; 
  • Benefício Complementar: complementa o pagamento para famílias cujo total de benefícios não atinja o valor de R$ 600; 
  • Benefício Primeira Infância: disponibiliza R$ 150 mensais para cada criança de zero a sete anos; 
  • Benefício Variável Familiar: paga uma parcela extra mensal de R$ 50 para gestantes e jovens de 7 a 18 anos; 
  • Benefício Variável Familiar Nutriz: oferece um extra de R$ 50 para cada membro familiar com até sete meses de idade; 
  • Benefício Extraordinário de Transição: garante que nenhum beneficiário receba em quantidade inferior à concedida no Auxílio Brasil. Este benefício estará disponível até maio de 2025.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo